quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Ciências na escola

No passado  dia trinta, uma professora nova entrou na nossa sala.
Nós estávamos um bocado nervosos porque não a conhecíamos.
Passado uns minutos ela apresentou-se, disse que se chamava Adosinda e que era professora de ciências.
Depois de a conhecermos deu início a aula. Primeiro deu-nos uma ficha e de seguida começou a matéria. Falamos sobre a luz, as cores, a água e o arco-íris.
Ela mostrou-nos como se podia fazer um arco-íris com uma tina, água, uma lanterna e um espelho.
Quando já estava tudo pronto a nossa turma e até as professoras fizeram várias formas coloridas.

Eu adorei as ciências.  



 Lara Filipa 4º B



O que faz deslocar o balão?

 Os foguetes voam a partir da propulsão, que é explicada pela 3ª terceira Lei de Newton: “para cada ação há uma reação igual e oposta”. Ou seja, no foguete, quando os gases do combustível queimado são impulsionados para fora, ao mesmo tempo, a nave é impulsionada para cima. Na nossa experiência, quando o ar sai, essa mesma força impulsiona o balão na direção contrária.

Material necessário para a experiência: 
                                  1 pedaço de fio comprido
                                  1 palhinha
                                  1 balão
                                  1 mola da roupa, Fita-cola



Procedimento:

1—Enfia uma ponta do fio no buraco da palhinha de um lado ao outro.
2—Ata uma das extremidades a uma perna da cadeira, por exemplo.
3—Cola a outra ponta do fio a uma parede perto do tecto, do outro lado da sala.
4—Enche o balão, torce-lhe o “pescoço” e prende-o com uma mola da roupa, de forma que o ar não saia.
5—Usa duas tiras de fita-cola para prender o balão à palhinha, ficando a mola voltada para a cadeira.
 6—Mantendo o “pescoço” do balão apertado, retira a mola. Solta o balão e deixa o foguetão subir.


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

O AR

O ar está presente em todo o lugar sobre a superfície da Terra. Ele ocupa praticamente todo o espaço próximo e ao redor da terra que não esteja preenchido por um líquido, sólido ou outros gases. Ele é importante para a manutenção da maioria das formas de vidas, tanto animais quanto vegetais.

Não é difícil entendermos as propriedades dessa substância que não a podemos ver, mas que é vital para a nossa sobrevivência. Sabemos e podemos facilmente demonstrar, através de experiências simples, que o ar pode ser sentido, ocupa espaço, tem peso, exerce pressão e pode até expandir-se.



terça-feira, 4 de novembro de 2014

As cores do arco-íris. "Nunca tinha pensado nisto..."



Depois de termos passado por todas as escolas do nosso agrupamento, fazemos um balanço bastante positivo desta atividade. Foi muito reconfortante ver a felicidade espelhada nos olhitos dos alunos ou nas palmas que batiam, quando apareciam as cores do arco-íris. Algumas das nossas colegas também manifestaram surpresa fazendo exclamações do tipo. "Nunca tinha pensado nisto..., que giro que é!"

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Isaac Newton



Isaac Newton, um dos maiores cientistas de todos os tempos, nasceu em Inglaterra no ano de 1642 de uma família de proprietários rurais. As suas ideias deram origem à ciência moderna.
Foi Newton que durante o período que passou na sua aldeia natal para fugir à grande peste que destruiu  o país, fez grandes e importantes descobertas quanto à composição da luz branca. No entanto, ficou mais famoso pelo seu trabalho sobre a gravidade e o movimento. 
As suas leis do movimento são ainda hoje usadas pelos cientistas para compreenderem desde o movimento do átmo ao da galáxia...

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Como se forma o arco-íris



Para que apareça o arco-íris é necessário que brilhe o sol  numa parte do céu e que chova na parte oposta. Quando estamos de costas para o sol vemos um espectro de cores formando um arco.
O arco-íris forma-se pela refracção e reflexão dos raios solares nas gotas da chuva. Depois de chover, o ar está húmido, rico em gotas de vapor aquoso. Os raios solares atravessam esse muro de pequenas esferas de água que refletem a luz decompondo-a nos seus elementos.
L


Graças a este fenómeno, os nossos olhos podem distinguir as cores básicas que compõem a luz; as sete cores que vemos sempre na mesma ordem desde fora para dentro do arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta.


Que forma tem o Arco-íris?

Se não existisse uma superfície o arco-íris ver-se-ia como um círculo de cores. Se o vês de um avião que voe a uma altura suficiente, o arco forma um círculo completo. A superfície da terra corta o circulo ao meio, formando o que vemos como um arco de cores.
A forma do arco deve-se à maneira em como a luz penetra nas gotas e é refractada em certos ângulos.