segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Água potável

A vida humana, assim como a de todos os seres vivos depende da água.
A nossa dependência da água vai além das necessidades biológicas. Precisamos dela para limpar as nossas casas, lavar as nossas roupas e o nosso corpo. Também para limpar máquinas e equipamentos, irrigar plantações, dissolver produtos químicos, criar novas substâncias, gerar energia.
É aí que está o perigo: a atividade humana muitas vezes comprometa a qualidade da água. As indústrias podem despejar nos rios e nos mares substâncias que prejudicam a nossa saúde. Por isso, escolher bem a água que bebemos e proteger os rios, lagos e mares são cuidados essenciais à vida no planeta.
A água potável é aquela popularmente chamada água "pura". Para ser bebida por nós, a água deve ser incolor, insípida (sem sabor) e inodora (sem cheiro). Ela deve estar livre de materiais tóxicos e microorganismos, como bactérias, protozoários etc., que são prejudiciais, mas deve conter sais minerais em quantidade necessária à nossa saúde.
A água potável é encontrada em pequena quantidade no nosso planeta e não está disponível infinitamente. Por ser um recurso limitado, o seu consumo deve ser regrado.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

A flutuação dos corpos em líquidos depende da densidade de ambos




Neste submarino controla-se a sua densidade controlando a quantidade de água nos seus tanques de lastro.
Quando é preciso imergir, enchem-se os tanques e aumenta a sua densidade (mais massa para o mesmo volume). Ao aumentar a sua
densidade acima da densidade da água, afunda-se.
Quando é preciso emergir, tira-se água dos tanques e diminui a sua densidade (menos massa para o mesmo volume). Quando a sua densidade se torna inferior à da água, ele sobe.
Para se manter sempre à mesma profundidade é necessário que a densidade do submarino permaneça igual à da água.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Impulsão e a Lei de Arquimedes



Porque é que um navio, que pesa muitas toneladas, flutua e uma pequena esfera metálica não flutua? 
Como funcionam os submarinos? 
 
Quando estamos dentro de água parecemos ser mais leves, havendo a sensação de que algo nos empurra para a superfície da água.
Os barcos, apesar de serem feitos de materiais densos como o ferro e o aço, flutuam na água porque recebem desta uma impulsão suficiente para compensar o seu enorme peso, a sua parte imersa é muito grande, para que seja também muito grande o volume da água deslocada, e consequentemente, a impulsão.

É a Arquimedes (287 a.C.- 212 a.C.), físico e matemático grego, que viveu em Siracusa, Sicília, que se deve a descoberta da força de impulsão.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O que será que faz deslocar o balão?



Hoje, 26 de novembro,  o professor Hermínio veio  à nossa escola realizar uma experiência nova, intitulada “o que será que faz deslocar o balão”.
Começou por perguntar quem é que sabia como se deslocava. Nós demos várias respostas oralmente e escrevemos na ficha de trabalho a nossa opinião.
Em seguida, falamos do material necessário para a realização da experiência.
Dois meninos pegaram nas pontas de um fio, meteram o fio numa palhinha e, a esta, colou-se um balão cheio de ar. O professor, que segurava no balão, soltou-o e ele deslocou-se pelo fio no sentido oposto à saída de ar.
Com esta experiência, verificamos que foi o ar que estava dentro do balão, sobre pressão, que ao sair fez deslocar o balão.
Foi uma experiência muito interessante e gostamos muito!
Sofia Miguel